Saúde

Qual a melhor dieta para quem tem hipotireoidismo?


  1. O Hipotireoidismo é um quadro em que a glândula tireoide não proporciona uma produção o bastante de hormônios fundamentais. Saiba que a doença pode ser ocasionada por enfermidades autoimunes, cirurgia na tireoide, deficiência de iodo, utilização de remédios como o lítio, entre outros fatores. Quem apresenta essa condição, precisa ter alguns cuidados, especialmente com a alimentação. Portanto, confira a seguir Qual a melhor dieta para quem tem hipotireoidismo?

Qual a melhor dieta para quem tem hipotireoidismo?

O que comer

Na dieta para indivíduos com hipotireoidismo, é essencial que o organismo receba quantidades maiores de alimentos que possuam:

Zinco – castanhas e nozes são excelentes para quem sofre de hipotireoidismo.

Iodo – sal iodado, frutos do mar e algas marinhas são excelentes fontes de iodo

Selênio – ovos, semente de girassol e castanha do Pará devem ser incluídos na dieta.

Antioxidantes – mamão papaia, acerola, laranja e morango são frutas ricas em antioxidante

Saiba que seguindo essa alimentação, haverá uma maior atividade e produção dos hormônios que resultam em um bom funcionamento da glândula, como o T3 e T4, e ainda protegem contra inflamações na tireoide.

O que evitar

É importante evitar o consumo de certos alimentos para prevenir os danos em indivíduos que sofrem com o quadro. Portanto, evite o consumo frequente de alimentos como:

Glucosinatos crus – rabanete, repolho, brócolis, couve-flor e de bruxelas.

Soja – carne, leite, tofu e óleos devem ser evitados.

Cianetos – batata doce e mandioca

Farináceos e açúcar – doces, bolos, biscoitos, refrigerantes e pão branco devem ser evitados.

O consumo destes tipos de alimentos pode prejudicar a absorção do iodo, um nutriente essencial para o funcionamento adequado dos hormônios envolvidos na tireoide. Lembrando que não é necessário excluir esses alimentos da sua dieta, e sim evitar o consumo em excesso e frequente.

 

Vale ressaltar que o tratamento do hipotireoidismo deve ser realizado com um médico, já que cada caso é único e deve ser individualizado. E será também o médico que recomendará se o paciente poderá ou não fazer o Jejum Intermitente. Portanto, consulte sempre um especialista antes de começar qualquer dieta.

Você também pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.