Dieta

Como fazer Dieta Mediterrânea


Você já ouviu falar em Dieta Mediterrânea? Saiba que ela tem como base o consumo de alimentos naturais e fresco como frutas, verduras, legumes, azeite, e evita os produtos industrializados. Na verdade, ela leva esse nome pois se baseia na alimentação de alguns povoados da bacia do Mar do Mediterrâneo, especialmente os que moram na Turquia, Grécia e Espanha, por exemplo. Vamos conferir mais informações sobre Como fazer Dieta Mediterrânea?


Como fazer Dieta Mediterrânea

Descoberta na década de 1950, a dieta se popularizou ao longo dos anos e teve como seu maior entusiasta Ancel Keys, um médico norte-americano. Para você ter ideia da sua popularidade, a Unesco desde 2010 reconhece a Dieta Mediterrânea como Patrimônio Cultural.

Saiba que a prioridade desta dieta é a alimentação natural. É preciso evitar alimentos processados, ou seja, que passaram por mudanças industriais e que perderam suas fibras e nutrientes durante o processo. A ideia é ter uma alimentação o mais saudável possível.

+++ VEJA TAMBÉM COMO FAZER DIETA DO OVO

O que consumir na Dieta Mediterrânea

Frutas e vegetais – a indicação é de cerca de 7 a 10 porções diárias desse grupo alimentar. Isso porque eles trazem mais vitaminas e fibras para o corpo, o que ajuda a evitar doenças coronarianas.
Exemplos: Banana, laranja, uva, figo, brócolis, cebola, cenoura, pepino e espinafre.

Gorduras saudáveis – azeitona, azeita extra virgem, óleo de abacate e abacate fazem parte desse grupo. O óleo de oliva se faz uma ótima fonte de ácido graxo do tipo monoinsaturado oleico, além de polifenóis. Dê preferência ao azeite nas preparações, até mesmo para substituir a margarina ou manteiga na hora de passar no pão.

Castanhas e sementes – nozes, amêndoas, avelãs, macadâmia, sementes de girassol ou de abóbora são exemplos desse tipo alimentar. São ricas em gorduras e calorias boas, além de auxiliar na boa saúde cardiovascular.

Cereais integrais – O macarrão está liberado, mas desde que seja o integral. Os cereais integrais devem entrar no lugar do carboidrato refinado, a farinha branca. Dê preferência aos produtos integrais que são ricos em fibras.

Frutos do mar, aves e peixes – Devem ser consumidos ao menos duas vezes na semana. Saiba que os peixes são um dos protagonistas de uma dieta considerada saudável.

Queijos e leites com reduzido teor de gordura – queijos brancos como de ovelha e cabra, muito comuns na região do Mediterrâneo, podem ser trocados pelo queijo minas.

Temperos e ervas – Manjericão, alho, alecrim, alho, pimenta, canela e sálvia podem ser utilizados no tempero dos alimentos para reduzir o consumo de sal.

Chá e café – As duas bebidas são permitidas, mas devem ser adoçadas naturalmente. Não deve ser usado o açúcar refinado e muito menos adoçantes artificiais. E lembre-se de tomar bastante água.

Cardápio da Dieta do Meditêrraneo

cardápio dieta mediterraneo

 

Lembre-se sempre de consultar seu nutricionista ou médico antes de começar qualquer dieta.

Você também pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.