Jejum Intermitente

Estudo afirma que Jejum Intermitente faz você viver mais


Uma série de estudos realizados em humanos e animais apontou que o jejum intermitente pode reduzir a pressão sanguínea, auxiliar na perda de peso e elevar a longevidade. Divulgada na publicação The New England Journal of Medicine, a pesquisa apoia a adoção do método para a prevenção de câncer, obesidade, diabetes, e problemas cardíacos. Vamos conferir mais informações sobre o Estudo afirma que Jejum Intermitente faz você viver mais?


Estudo afirma que Jejum Intermitente faz você viver mais

O Jejum é uma das mais populares dietas atualmente. E podemos encontrar vários cientistas, profissionais de saúde e nutricionistas que defendem ou criticam o método. E embora não haja um equilíbrios entre esses profissionais se o Jejum é bom ou não, podemos dizer que se realizado com segurança e por indivíduos sem restrições, como gestantes, por exemplo, e com acompanhamento médico, pode trazer benefícios.

VEJA TAMBÉM: 5 ERROS AO FAZER JEJUM INTERMITENTE

Vale citar que o Jejum é um método milenar, feito por várias culturas e civilizações no decorrer da história. Por isso, seja por necessidade ou escolha, o nosso organismo está mais do que habituado a ficar por períodos longos sem se alimentar.

O jejum pode ser muito eficiente para a perda de peso, no entanto, não pode ser definido como melhor ou pior do que diversos outros programas de emagrecimento. Um estudo divulgado na publicação científica The American Journal of Clinical Nutrition, feita com 150 pessoas durante 50 semanas, definiu que o jejum é tão eficaz para melhorar a saúde metabólica ou para emagrecer quanto uma dieta em que os indivíduos diminuíram uma média de 20% do consumo calórico.

Para saber mais sobre como fazer Jejum Intermitente, clique aqui.

Você também pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.