Saúde

5 Sintomas da Pressão Alta para ficar em alerta


A hipertensão arterial é uma doença muito frequente entre os brasileiros e chega a atingir quase 25% da população. Por estarmos falando de uma doença silenciosa, os sinais da pressão alta podem não se manifestar no início ou são praticamente imperceptíveis. Geralmente descobre-se a condição depois de uma consulta de rotina, no momento em que o médico afere a pressão arterial do paciente. Valores pressóricos superiores a 140×90 mmHg, aferidos em duas vezes, já são o suficiente para considerar um indivíduo hipertenso. Confira a seguir os 5 Sintomas da Pressão Alta para ficar em alerta!


5 Sintomas da Pressão Alta para ficar em alerta

1. Dor de cabeça

A dor de cabeça pode ser um sintoma de alerta de que a pressão está acima do normal, especialmente em pessoas que não têm o costume de apresentar esse sinal.

VEJA TAMBÉM: 5 SINTOMAS DA TROMBOSE QUE VOCÊ NÃO PODE IGNORAR

2. Zumbido no ouvido

Incômodos no ouvido, como zumbidos e barulhos, podem aparecer quando a pressão arterial está alta.

VEJA TAMBÉM: QUEM SOFRE DE PRESSÃO ALTA PODE FAZER JEJUM?

3. Visão dupla ou embaçada

Como o sangue circula em alta pressão, pode ocorrer um comprometimento da sua distribuição, especialmente no sistema circulatório cerebral, região de vasos delicados. Dessa forma, podem aparecer sinais como visão embaçada ou dupla.

4. Tonturas

As tonturas podem acontecer por conta da rápida circulação do sangue, que pode prejudicar a adequada distribuição de oxigênio. Dessa forma, o equilíbrio e a consciência são afetados.

VEJA TAMBÉM: FABRICANTE RETIRA LOSARTANA DO MERCADO

5. Falta de ar

A pressão alta ocasiona vários mecanismos de compensação no nosso organismo. Dessa maneira, podem surgir sensação de dor no peito e falta de ar.

Diagnóstico da hipertensão arterial

Quando uma pessoa sente os sinais da pressão alta, é necessário buscar a ajuda de um médico. A primeira etapa é confirmar a suspeita da condição com o correto diagnóstico feito pelo profissional de saúde. Para isso é feita a aferição com aparelhos automáticos ou manuais. Caso o diagnóstico seja confirmado, o tratamento deve ser prescrito e a pressão deverá ser aferida com frequência pelo paciente.

 

Procure sempre seu médico ao suspeitar de alguma doença!

Você também pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.